Grupo MADA

A Primeira reunião do MADA no Brasil foi realizada em 16 de abril de 1994, pelo grupo MADA Jardins. Desde então, muitos grupos foram abertos e funcionam em diversos estados. As integrantes do grupo MADA compartilham o significado de participar de uma reunião deste tipo pela primeira vez.  Todas nós passamos por isto e compreendemos o que a recém chegada está sentindo.

Propomos que quem vem pela primeira vez dê ao grupo e a si mesma uma chance: assista a pelo menos seis reuniões, mesmo tendo dúvidas sobre se este é o lugar apropriado para tratar de seus problemas. Foi possível comprovar que seis vezes é um número apropriado para que se possa decidir se há uma identificação com a problemática de adicção a pessoas e se deseja trabalhar a recuperação no grupo.

A recém chegada será recebida por diferentes coordenadoras nas primeiras reuniões e assim poderá observar como trabalhamos.

Quem são os membros do MADA e por que estão aqui?

Temos um vínculo que nos une: acreditamos que a dependência de relacionamentos afeta profundamente nossas vidas.  Nos reunimos para partilhar nossa experiência, força e esperança e nos ajudar mutuamente através de depoimentos.

Como receber ajuda?

Provavelmente alguém falará sobre uma situação que se assemelha à da recém chegada. A partir de nossa experiência pessoal e sem dar conselhos ou fazer interpretações psicológicas, oferecemos ajuda. Mesmo que não encontre ninguém nas mesmas condições que as suas, quem vem pela primeira vez poderá se identificar com a forma com que muitas de nós sentem os efeitos que a dependência de pessoas produz em nossas vidas.

 É preciso dizer alguma coisa?

Não.  Se preferir pode-se somente escutar. Todas são livres para escolher, mas nossa experiência indica que compartilhar com pessoas que entendem o problema traz muito alívio. Guardamos aqui o que nos serve e descartamos o resto.

Alguém saberá que estive aqui?

Não. É necessário respeitar o anonimato de cada participante. Usamos apenas os nossos primeiros nomes. Não falamos das pessoas que participam das reuniões, nem repetimos o que ouvimos delas mencionando quem são. Protegemos também o anonimato daquelas pessoas com quem nos relacionamos.

Quanto irá me custar?

Não há mensalidades ou honorários a serem pagos para participar do grupo.  Nosso sustento provém das nossas próprias contribuições, que fazemos de forma voluntária. Usamos o dinheiro arrecadado para pagar o aluguel das salas onde acontecem as reuniões, comprar livros referentes aos temas tratados e para manter os nossos próprios módulos de literatura.

 E agora, o que eu devo fazer?

Para nós tem sido útil assistir regularmente às reuniões dos grupos de MADA, falar com alguém antes e depois das reuniões, entrar em contato com as demais companheiras, telefonar para elas entre uma reunião e outra, compartilhar nossos problemas com o grupo, que nos aceita, respeita e não nos julga.

Oferecemos a você nossa compreensão e nossa solidariedade.

MADA é uma irmandade de mulheres que compartilham suas experiências, forças e esperança, para resolver problemas em comum e ajudar outras mulheres a se recuperarem de sua dependência de pessoas.

Os únicos requisitos para ser membro de MADA são: o desejo de deixar de ser adicta a pessoas e o dever de manter o grupo no anonimato.

MADA não é filiado a nenhuma religião, partido político ou qualquer outra organização, não deseja participar de controvérsias públicas e não apoia nem se opõe a nenhuma causa.

Nosso objetivo primordial é manter a nossa recuperação e ajudar outras mulheres a conseguirem as delas.

BASTA COMPARECER, VOCÊ SERÁ MUITO BEM VINDA!

PAZ E SERENIDADE POR 24 HORAS DE CADA VEZ!

Deixe uma resposta